Download details

CLIMA E ALTITUDE EM CIDADES TROPICAIS – O EXEMPLO DE CHAPADA DOS GUIMARÃES E UMA COMPARAÇÃO COM CUIABÁ- MT CLIMA E ALTITUDE EM CIDADES TROPICAIS – O EXEMPLO DE CHAPADA DOS GUIMARÃES E UMA COMPARAÇÃO COM CUIABÁ- MT HOT

SIMONE SCHREIER
Orientador Gilda Tomasini Maitelli Cuiabá – Mato Grosso 2009
Ano de Defesa 2009

RESUMO

O presente trabalho pretende investigar as relações entre clima, altitude e uso do solo na

cidade de Chapada dos Guimarães, localizada na região centro-sul do Estado de Mato Grosso,

nas coordenadas geográficas 56º02’15”O; 15º37’53”S e 54º54’25”O; 14º46’53”S, com

altitude média de 800 metros, e aproximadamente 17 mil habitantes. Cuiabá está localizada

nas coordenadas geográficas 56º06´01´´O e 15º35´56´´S com altitude média de 170m e

população urbana de 576.855 habitantes. Os estudos consistiram em mapeamento e análises

de uso do solo urbano, medidas climatológicas em local fixo, observações itinerantes e

relações dessas observações com a circulação atmosférica regional. Para as análises

climatológicas foram coletados dados diários horários de temperatura do ar (média, máxima e

mínima), umidade relativa do ar, velocidade e direção dos ventos, referentes ao ano de 2008,

registrados por estação meteorológica automática instalada numa área de baixa densidade de

construções, porém próxima ao centro da cidade de Chapada dos Guimarães. Para identificar

a ocorrência de microclimas na área urbana da mesma cidade foram realizadas, em agosto de

2008, período de ausência de chuvas, medidas móveis, com instrumentos semi-automáticos

acoplados a um automóvel que percorria a um roteiro estabelecido à partir do mapeamento do

uso do solo. Os dados climatológicos mostraram temperaturas máximas de até 35,2ºC. Nos

meses de julho a setembro, na estação seca, foram observadas as maiores amplitudes térmicas

com temperaturas mínimas que atingiram 8,9ºC por ocasião da entrada de frente fria,

originária do sul da América do Sul e que invadem o Brasil atingindo a região Centro-Oeste.

Estas variações térmicas originaram taxas de umidade relativa mínima de até 17% nas horas

mais quentes do dia. Embora as medições fixas mostrassem a forte influência da altitude

como reguladora das condições térmicas locais, as observações itinerantes obtidas com

medições realizadas a aproximadamente 2 metros acima do solo evidenciaram que o tipo de

uso do solo urbano era um fator regulador do aquecimento e da umidade do ar uma vez que, a

cidade, mesmo não possuindo áreas densamente construídas, mostrava diferenças de até 4,7ºC

entre os locais mais aquecidos onde predominavam construções e asfaltamento de ruas e os

mais amenos, onde a vegetação ocupava áreas mais extensas. Os dados de temperatura e

umidade do ar registrados em Chapada dos Guimarães durante o ano de 2008 foram

comparados com os dados registrados em uma estação meteorológica semelhante, instalada

em Cuiabá, no mesmo período. Observou-se que o ar de Chapada dos Guimarães foi em

média anual 4,3ºC menos aquecido do que em Cuiabá, atingindo no mês de agosto uma

diferença térmica absoluta de 7,8ºC, às 21h. Dessa forma ficou evidenciado que em Chapada

dos Guimarães, a altitude amenizava as condições térmicas do ambiente, mas que, além disso,

o uso do solo contribui para a produção de microclimas com características diferenciadas.

ABSTRACT

This work aims to investigate the relationships between climate, altitude and ground use in

the town of Chapada of the Guimarães, located in the central-southern state of Mato Grosso,

the geographicals bearings 56º02'15"W, 15°37'53"S and 54º54'25”W, 14°46'53"S, with

average altitude of 800 metres, and approximately 17 thousand inhabitants. Cuiabá is located

at geographicals coordinates 56º06'01''O and 15º35'56''s with average altitude of 170m and

urban population of 576,855 inhabitants. The studies consisted of mapping and analysis of

land use, urban climatological measures in place fixed, mobile and observations relations with

the comments of regional atmospheric circulation. For the climatologicals analysis were

collected hourly daily data of air temperature (average, maximum and minimum), relative

humidity, speed and direction of winds, for the year 2008, recorded by automatic

meteorological station installed in an area of low density buildings, but close to the city of

Chapada of the Guimarães. To identify the occurrence of microclimate in the urban area of

the city were, held in August 2008, a period of no rain, mobile steps, with semi-automatic

instruments attached to a car that traveled a road map established from the use of mapping

soil. The climatological data showed maximum temperatures of up to 35.2 º C. In the months

July to September in the dry season, were the highest temperature ranges with minimum

temperatures that reached 8.9 ° C at the entrance of cold front, originating in southern South

America and Brazil that invade the central region, reaching West. These variations resulted in

rates of thermal minimum relative humidity of up to 17% in the hottest hours of the day.

Although fixed measurements show the strong influence of altitude, as regulator of local

thermal conditions. The of air in that the city not even having densely built observations

obtained with measurements, made traveling at approximately 2 metres above the ground

showed that the type of urban land use was a factor regulator the heating and humidity areas,

showed differences of up to 4.7°C among the most heated dominated asphalting and

construction of streets and the most mild, where the vegetation had the more extensive. The

data of temperature and air humidity recorded in Chapada of the Guimarães during 2008,

were compared with data recorded in a similar meteorological station, located in Cuiaba, in

the same period. It was observed that the air of Chapada of the Guimarães was on average 4.3

° C less heated than in Cuiabá, in the month of August at an absolute temperature difference

of 7.8 ° C at 21h. Thus it was shown that in Chapada of the Guimarães, the altitude alleviate

the thermal conditions of the environment, but also the use of land contributes to the

production of microclimates with different characteristics.

 

 

Information
Autor SIMONE SCHREIER
Orientador
Ano de Defesa 2009
Size 9.02 MB
Rating
(0 votes)
Created by Michely
Changed by Michely
Downloads 1.250
License
Price

Defesas

Não há eventos programados!