PET GEOGRAFIA UFMT
previous arrow
next arrow
Slider

Notícias

O Projeto Campus Vivo 2020, correlacionado com a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia (SNCT), teve como tema: A Tecnologia no Monitoramento de Queimadas e seus Impactos Socioambientais. O projeto foi retomado no ano de 2018 se tornando uma das principais atividades do PET Geografia, buscando fazer uma ponte entre a educação básica e a universidade aproximando os jovens deste ambiente. Devido a pandemia do Coronavirus as atividades deste ano foram realizadas de forma remota, utilizando de ambientes virtuais, sendo dividida em dois encontros, o primeiro realizado no dia 21 de outubro e o segundo no dia 25 de novembro. As escolas escolhidas foram Liceu Cuiabano (Cuiabá) e Maria Leite Marcoski (Várzea Grande) ambas da rede púbica estadual.

 

Primeira fase do projeto, na escola Maria Leite Marcoski.

 

Para os encontros utilizamos aplicativos de videoconferência, o Google Meet, e de apresentação, o Prezi, que possibilitaram a apresentação do conteúdo do projeto.  Na primeira etapa, o conteúdo apresentado teve como objetivo refletir a normalização das queimadas e os seus impactos socioambientais e explicar a forma que órgãos como o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) efetua o monitoramento dessas queimadas. Na segunda etapa do projeto seria a vinda dos alunos para a Universidade Federal  de Mato Grosso para conhecer o espaço de acesso à universidade, as áreas de lazer, estudo e uso público. O tour foi efetuado através da plataforma Google Earth, com a ferramenta do Street Views e com fotos tiradas pelos bolsistas e tutores. Apesar da utilização de uma nova metodologia de ensino, para os bolsistas e tutores o projeto conseguiu alcançar seus objetivos prévios, e até mesmo superado levando em consideração que todos os Petianos, nunca tinham utilizado desses métodos para aplicação de uma aula.

 

A seguir, algumas imagens do projeto: 

Subcategorias

Página 1 de 9